sexta-feira, 25 de maio de 2007

MAS O QUE É A SAUDE

MAS O QUE É A SAÚDE

A naturopatia define-se como sistema de tratamento que reconhece a existência duma força curativa vital do corpo humano. O que significa que não somente a ação, por exemplo, da protrombina, e das plaquetas do sangue servem para curar uma ferida, ou a dos leucócitos para combater uma infecção e que existe uma menos tangível qualidade única em cada individuo, e que alguma extensão depende de alguns fatores hereditários, da constituição da pessoa, dos caracteres adquiridos, os quais se convencionou chamar FORÇA VITAL, o que os biólogos não sabem até ao momento presente defini-la apesar de que se têm feito numerosos esforços para estudá-la. O conceito de vital e vitalidade preside todas as terapias naturais e implica que a capacidade de defender e recuperar da doença são diretamente proporcional à capacidade de funcionamento do organismo. É de esperar logicamente, que um corpo saudável possua uma maior resistência frente à doença ou que a menor capacidade de restaurar a normalidade nele não seja alterada. A manifestação da doença no corpo está considerada como uma indicação de que a resposta vital do organismo não é somente a inevitável reação a uma infecção bacteriana ou vírus patogênico. Não deve considerar-se o organismo como vítima de invasão bacteriana ou de outras circunstâncias externas, mas como um elemento capaz baseando-se nas leis naturais, de manter o seu próprio equilíbrio. A capacidade de sofrer uma doença aguda é uma característica de um indivíduo são, o mesmo é dizer aquele em que os mecanismos podem atuar com eficácia. Exemplos disso são o sarampo, papeira, varicela e outras doenças febris nas crianças, devendo estas serem consideradas normais para o desenvolvimento imunitário da vida do adulto. Os naturopatas consideram também as constipações, as gripes e as diarréias ocasionais contribuições do processo de normalização do organismo como resposta normal deste sempre que esta incidência não tenha lugar com excessiva freqüência. A saúde é, pois para o naturopata, algo mais do que a ausência da doença. Não é como na nossa cultura moderna faz supor um sinônimo de higiene, antes pelo contrário, já que a esterilidade é a negação da vida e a saúde implica um atributo mais positivo de dinamismo biológico. A Organização Mundial da Saúde (OMS) que estava delineando um projeto para a sua constituição, pensou numa definição que poderia ir ao encontro das necessidades de cada pessoa para desfrutar da capacidade de cada um em aproveitar a vantagem que estabelece por hipótese o seu potencial de vigor e felicidade. A saúde, em conformidade com a OMS, é um estado de completo bem estar físico, mental e social, e não meramente uma ausência de dor ou enfermidade.
O seu declarado GOL de saúde para todos no ano 2000 é irreal nos termos da dita definição, pois a saúde é relativa para cada indivíduo e é melhor medi-la em termos da capacidade de uma pessoa para pôr em prática o seu máximo potencial vital para o desfrutai da vida, com ou sem enfermidade.

O Naturopata tem conhecimento de: homeopatia, alimentação natural, nutrologia, massagem integrativa, shiatsu, florais de Bach e varias linhas, respiração holotropica, meditação, iridologia, hidroterapia, fitoterapia, complementos nutricionais, medicina tradicional chinesa, medicina tradicional japonesa (nishi), fisiognomia chinesa e indiana, acupuntura, acupressura, geobiologia, oligoterapia e sais de schuessler, aromaterapia, reflexologia podal, cromoterapia, quiropratica, quiromassage, osteopatia, helioterapia, rebirthing, pulsoterapia,etc.

Nenhum comentário: